Exposições

Pedro Cabrita Reis

22 Setembro a 2 Dezembro 2007


Pedro Cabrita Reis (Lisboa, 1956), iniciou o seu percurso artístico nos primeiros anos da década de oitenta. Tem no desenho um referente técnico dominante – no sentido em que é no traçado das linhas que define a composição, as formas e os espaços das suas obras. E tem a pintura como território de afirmação – porque usa o tema da construção (construção/desconstrução do mundo) como a sua base discursiva. A partir do final dessa década, aborda a escultura e a instalação como destino inevitável.

O Universo de trabalhos criado por Pedro Cabrita Reis tem a dimensão ampla que o conceito astronómico sugere. Ao mesmo tempo revela uma essência material e espiritual bem circunscrita, o que permite identificar os genes diferenciadores e únicos da sua obra: lida com a totalidade do mundo desde uma multiplicidade de irredutíveis pontos de vista.

A carreira de Pedro Cabrita Reis internacionalizou-se rapidamente. Ao mesmo tempo que se afirmava em Portugal , no contexto de um grupo de outras personalidades da década, conquistava logo com uma carreira individual  o acesso ao mercado internacional.

Como a Obra de muitos artistas contemporâneos, a de Pedro Cabrita Reis desenvolve-se em séries onde se repetem os temas básicos da sua poética segundo novas soluções técnicas e formais (…) e é nesses temas que podemos simular a existência de personagens especiais que levantam questões essenciais: o poeta, o pintor e o artista, o activista, o pensador – todos eles diversos e unidos nos traços de carácter do próprio Pedro Cabrita Reis.

João Pinharanda
In Pedro Cabrita Reis, Todas as Obras, Bial, 2006

 
 
 

2015 GALERIA FERNANDO SANTOS

all rights reserved © web project see link