Exposições

alberto carneiro - ser no não ser (lisboa)

“(…) Alberto Carneiro, cujo percurso exemplar se desenhou ao longo de mais de quatro décadas, revisita agora os seus próprios caminhos, esses momentos anteriores em que re-descobre, como que movido por um puro encantamento, quer os sinais primeiros da sua obra, quer a mestria de que fez prova na elaborada época da sua consolidação. E de ambas trás elementos com que joga, também porque nisso se diverte, que não apenas a esclarecem nos seus sentidos anteriores menos visíveis, como sobretudo a reabrem a que nela se desfaçam nós que lhe foram necessários, e que agora dispensa por neles já não encontrar elementos de uma qualquer sustentação. Ao contrário, torna leve o que antes precisou de sustentar-se em mais sólido apoio, e faz espiralmente convergir os sentidos dessa obra para descobertas novas, inesperadas, mesmo se coerentes com a intuição primeira, ainda que já libertas de toda a retórica das formas, caminhando ou dançando sobre o espaço que seria o da pura expressão. (…)”.

Bernardo Pinto de Almeida, 2006
In catálogo da exposição, edição Galeria Fernando Santos

 
 
 

2015 GALERIA FERNANDO SANTOS

all rights reserved © web project see link