Notícias

homenagem e esquecimento

A Fundação Eugénio de Almeida recebe, a partir de 4 de Junho, Homenagem e Esquecimento, uma exposição de escultura, pintura, fotografias e gravuras, de 16 artistas plásticos, pertencentes à colecção do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, com curadoria de Leonor Nazaré.

“Há na história da escultura uma tradição celebrativa que é provavelmente tão antiga quanto a arte. No conjunto de obras da colecção do CAM, num total de 42, aqui reunidas, pretende-se identificar as intenções de homenagem e a presença do seu inverso, o esquecimento, a diferentes níveis e a partir de formulações contrastantes.
Apesar de centrada na escultura, esta proposta abrange também pintura, fotografia e gravura, principalmente em casos em que a escultura é tomada por objecto ou referência. Só o retrato escapará, aparentemente, a essa condição.
São 16 os artistas seleccionados.
(...) Outros tipos de homenagem se perfilam: ao Natal, na escultura de Rui Sanches, que dá corpo ou volume crítico a estruturas simbólicas; (...) Mundo profano e essências são convocados em simultâneo neste movimento recorrente de fixação do espírito das coisas e dos seres. Mas a dissolução de identidades em arquétipos ou de arquétipos em objectos pode ser lida como uma forma de esquecimento, uma transposição voluntária de conhecimentos empíricos para planos em que se tornam, ora evocação sublimada dos seus princípios, ora apagamento deles. A Casa do Esquecimento de Cabrita Reis inscreve-se nesse território.” (...)

Leonor Nazaré

Nas actividades da exposição, inclui-se o workshop "Monumento, Memória e Morte", dinamizado pelo artista plástico Rui Sanches, que terá lugar no dia 25 de Junho.

A exposição pode ser visitada no Fórum Eugénio de Almeida, diariamente, das 09h30 às 18h30, de 4 de Junho a 6 de Setembro.

 
 
 

2015 GALERIA FERNANDO SANTOS

all rights reserved © web project see link