Notícias

rui sanches - obras escolhidas - escultura e desenho 1984-2010

Centro de Arte Contemporânea de Bragança
29 Janeiro a 3 Abril 2011 

Numa  obra onde vem coexistindo, de forma assídua, a prática do desenho, a  escultura de Rui Sanches (Lisboa, 1954) afirmou-se, nos primeiros anos,  em exercícios desconstrutivistas de pendor minimal,  tendo como referente  um conjunto de pinturas clássicas e neo-clássicas. A partir dos anos  90, num continuado desafio à experimentação e à  inovação, a hegemonia  das formas geometrizadas e a citação viriam a ser preteridas ou  convertidas em linhas curvilíneas e estratificadas,  capazes de  evocar configurações orgânicas e dinâmicas. As suas  esculturas  afirmam-se num vocabulário de linhas e volumes, de cheios e  vazios, de  luz e de sombra, desafiando simultaneamente o visitante a  reflectir e a explorar, a partir de distintos pontos de vista, uma  pluralidade de  leituras ou configurações.

Para  a  construção da sua gramática escultórica - que fazem desta uma das  obras mais marcantes do contexto artístico nacional da década de 1980  - Rui Sanches socorre-se de materiais triviais, transformados   industrialmente, que usa de forma directa e depurada, como aglomerados e contraplacados de madeira, fragmentos de canalizações, vidros e   espelhos ou mesmo a luz, aproximando-a, de algum modo, da esfera do   quotidiano.

A  exposição que agora se apresenta em  Bragança, construída a partir de  uma criteriosa selecção de desenhos e esculturas, ilustra, em jeito  de sinopse, os períodos mais  representativos da obra e do percurso do  artista, iniciado em 1984.

Comissariado: Jorge da Costa
Produção: Câmara Municipal de Bragança
Colaboração: Fundação EDP, CAM – Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação CGD - Culturgest, Galeria Fernando Santos e Museu Colecção Berardo

 
 
 

2015 GALERIA FERNANDO SANTOS

all rights reserved © web project see link