Fechar

Bosco Sodi

Bosco Sodi (1970, Cidade do México) é conhecido pelas suas pinturas texturadas em larga escala, e em cores ricas. O artista descobriu o poder para as suas obras, na crueza do material que usa para as executar. É focado nesta exploração do material, bem como na criatividade do gesto e na ligação entre o artista e a obra que Bosco procura ultrapassar e transcender as barreiras conceptuais. Muitas das pinturas de Bosco não têm título para não influenciarem nem incutirem em quem as vê interpretações que limitariam a existência imediata dos trabalhos. Aliás, os trabalhos do artista são como memórias do diálogo entre este e o material que possibilitou a criação. Nos últimos anos Bosco Sodi voltou-se para a escultura e para as tradições da sua herança mexicana. No seu atelier em Oaxaca trabalha com o barro que obtém combinando a terra daquela região e água, obtendo assim a matéria-prima para criar esculturas minimais. As influências de Bosco Sodi vão desde a Arte Informal (e nomes como Antoni Tàpies e Jean Dubuffet) à coloração vívida de artistas como Willem de Kooning e Mark Rothko. O seu trabalho integra colecções públicas e privadas entre as quais se incluem a colecção do Nasher Sculpture Center, Dalas; do Walker Art Center, Minneapolis; The Phillips Collection, Washington; Vitra Museum, Suíça; Contemporary Art Foundation, Japan, entre outras.